Top Ad 728x90

19 de jul de 2013

Por falta de médico e ambulância em Solidão criança é socorrida em moto para Tabira

Uma criança de 5 anos foi socorrida nesta sexta-feira (19 de julho de 2013) por volta das 4:30h, em uma moto para o hospital Dr. Luz José da Silva Neto de Tabira...

Publicidade

Por falta de médico e ambulância em Solidão criança é socorrida em moto para Tabira
Unidade Mista Maria Jesuíno da Silva
Foto: João Santos/ S1 Notícias
Uma criança de 5 anos foi socorrida nesta sexta-feira (19 de julho de 2013) por volta das 4:30h, em uma moto para o hospital Dr. Luz José da Silva Neto de Tabira, a ocorrência aconteceu por não haver ambulância disponível na Unidade Mista Maria Jesuíno da Silva (hospital) de Solidão, sertão de Pernambuco.

De acordo com o pai da vítima, Paulo Ferreira da Silva, de 45 anos, agricultor, residente na Rua Nova, centro de Solidão, após sua filha de iniciais A.C.G, acordou pedindo para ir ao banheiro, no momento notou que o nariz da mesma sangrava, pediu para sua filha mais velha ir limpar, porem ao chegar no banheiro a criança desmaiou e bateu o queixo no vaso sanitário.  

Em entrevista ao site S1 Notícias Paulo contou como salvou avida de sua filha: “Após passar aproximadamente 2 minutos desmaiada, ela começou a ficar roxa, tive que fazer respiração boca-boca, foi então que ela voltou a respirar porque estava com a garganta cheia de sangue”.
Ainda segundo Ferreira, levou a criança nos braços até a unidade mista, mas ao chegar à unidade se deparou com às portas do hospital fechadas com apenas um guarda, sem médico, com a ambulância quebrada e nem um carro disponível.

“Cheguei com minha filha nos braços e a porta do hospital estava fechada, então veio o guarda e me disse, não tinha médico e a ambulâncias estava quebrada”, afirma Paulo.

A vítima foi socorrida para o hospital da vizinha cidade de Tabira, onde permanece hospitalizada em observação e consciente. A criança não corre risco de morte.

Em resposta, a diretora da unidade Lindinalva Ferreira Tavares (Nalva), afirmou que não havia médico no momento, porém, uma equipe de enfermagem estava de plantão.

No momento da entrevista a diretora entrou em contato com o guarda que estara de plantão, Everaldo José de Sousa, o qual segundo Nalva, afirmou por telefone que informou ao pai da não presença de médico na unidade e a ambulância teria levado um paciente ao riacho do gado e que chegaria em estantes, comunicou também que havia plantonistas no hospital porem o senhor Paulo não deu entrada na unidade e não aguardou a chegada do veículo.  

Top Ad 728x90