Top Ad 728x90

13 de mar de 2017

Pernambuco ganha extensão da Nasa e da Google

Escritório da Singularity University, criada pelas instituições dos EUA, já está em funcionamento...

Publicidade

Escritório da Singularity University, criada pelas instituições dos EUA, já está em funcionamento...

O “escritório” local não terá sede física – Foto: Reprodução
Os empreendedores pernambucanos que trabalham com negócios sociais, ciência e tecnologia terão agora um “escritório” da Singularity University, instituição criada pela Nasa e pela Google, cuja sede fica dentro da primeira, no Vale do Silício, Estados Unidos. O Chapter Recife, como está sendo chamado, faz parte das cinco unidades da instituição no Brasil e começou a funcionar este mês na capital pernambucana. O projeto local é capitaneado por Onício Neto, criador da startup recifense Epitrack, premiada mundialmente pela detecção digital de doenças de forma colaborativa. No Chapter Recife, a ideia é facilitar a entrada de empreendedores nos cursos da Singularity, que são disputados por empresários de tecnologia de todo o mundo, discutir o uso da ciência e do empreendedorismo social em Pernambuco e identificar projetos locais com esse tema que possam ser escaláveis (ampliados) e investidos.


O “escritório” local não terá sede física, mas os empresários e estudantes poderão encontrar Onício na sede da Epitrack, no Empresarial RioMar, no Pina. Além disso, o Chapter fará atividades em outros espaços cedidos por parceiros, como a primeira palestra que será no dia 6 de abril, no auditório da Jump (aceleradora e coworking do Porto Digital). O evento, chamado de Negócios baseados em Ciência, trará como palestrantes José Luiz de Lima Filho, diretor do Laboratório de Imunopatologia Keizo Asami (LIKA); Conrado Schlouchauer, COO da Affero Lab, empresa líder no segmento de educação corporativa; e Marco Carnut, co-fundador da Tempest, marca pernambucana especializada em segurança cibernética e combate a fraudes digitais. A participação é mediante inscrição no link: bit.ly/SUrecife1.


“Estamos lançando o Chapter Recife porque nossa cidade possui atributos de um grande celeiro de inovação, com vários exemplos de ideias e negócios que revolucionam o mercado das tecnologias de informação e comunicação. Queremos encontrar, no final do Chapter, cuja licença dura dois anos, negócios que tenham potenciais de investimento, quem sabe para receberem aportes da própria Nasa ou Google”. Para chegar nesse ponto, Onício busca agora patrocinadores para uma competição entre projetos. O vencedor ganhará um curso na sede da Singularity e poderá ser investido. “Só o curso já é um prêmio. O módulo oferecido é o de três meses, o melhor da instituição. Esse treinamento é tão bom que nem é oferecido mediante pagamento, é gratuito e apenas para empreendedores selecionados. Para uma comparação, uma semana de curso lá custa cerca de US$ 15 mil”, reforça.


Segundo Onício Neto, o Chapter terá uma média de pelo menos um evento a cada dois meses e, em todos os encontros, a missão é construir uma ponte entre o conhecimento que é produzido na academia, os negócios locais e a sociedade. “Recife atrai atenções para tecnologia e inovação, mesmo estando fora do eixo Sul-Sudeste, e proporciona a agregação de empresas com alto potencial disruptivo (que alteram ou rompem um modelo). É reconhecida como um importante local de formação de capital humano e tem empresas que estão liderando a transformação dos negócios no Brasil. Queremos agora aparecer também como importante cenário para negócios sociais e ajudar aqueles que buscam melhorar o mundo.”

Fonte: Diário de Pernambuco/ S1 Notícias

0 comentários:

Postar um comentário

Top Ad 728x90