Top Ad 728x90

13 de mar de 2017

Satanistas pretendem queimar Bíblias e invocar o diabo em universidade

Alegando liberdade religiosa, grupo anuncia que fará sacrifício animal. O grupo está mais interessado em promover a “rebelião contra a tirania e o governo.

Publicidade

Alegando liberdade religiosa, grupo anuncia que fará sacrifício animal. O grupo está mais interessado em promover a “rebelião contra a tirania e o governo.


Em nome da “diversidade”, querem que o satanismo seja reconhecido como uma religião – Reprodução
Em nome da “diversidade”, querem que o satanismo seja reconhecido como uma religião – Reprodução

Um grupo de universitários anunciou que realizará em breve uma cerimônia “neosatânica” na Universidade de Clemson, na Carolina do Sul, EUA. Usando o nome de Clemson Unorthodox Neo-Satanic Temple, eles distribuíram convites com símbolos satânicos, onde prometem fazer o sacrifício de um cordeiro e derramarem sangue do animal, além de queimar Bíblias.

Esse ritual satânico público teria a intenção de “invocar Bafomete”, um dos muitos nomes do diabo, que é representado por uma figura com corpo humano, mas cabeça de bode. A pessoa que levar mais Bíblias para serem queimadas ganha um prêmio.

Os estudantes alegam estarem exercendo seu direito à liberdade religiosa. Os membros do Templo Satânico utilizam uma decisão do Supremo Tribunal dos Estados Unidos, de 2001, a qual determinou que todos os grupos religiosos têm o direito de usar os espaços das escolas públicas após o período de aulas.

Segundo os organizadores da “queima de Bíblias”, essa seria uma maneira de protestar contra a abertura de uma nova capela no campus da universidade de Clemson. Ao custo de US $ 6 milhões, o espaço com capacidade para 150 pessoas foi construído para abrigar “estudantes de todas as crenças religiosas” e que funcionará como local para casamentos ou funerais no campus.

O grupo está mais interessado em promover a “rebelião contra a tirania e o governo autoritário”, procurando mostrar que existe preconceito religioso contra grupos não cristãos.

Em nome da “diversidade”, querem que o satanismo seja reconhecido como uma religião com os mesmos direitos das demais. Com informações de The Blaze.

0 comentários:

Postar um comentário

Top Ad 728x90