Top Ad 728x90

5 de abr de 2017

14 alimentos que causam câncer e que você não deveria comer

Confira uma lista com 14 alimentos que podem causar câncer e tente tirá-los de sua dieta o quanto antes.

Publicidade

Confira uma lista com 14 alimentos que podem causar câncer e tente tirá-los de sua dieta o quanto antes.



Entre os alimentos da lista está pipoca de micro-ondas - Reprodução
Entre os alimentos da lista está pipoca de micro-ondas - Reprodução
Uma pesquisa mostrou que a maioria dos tipos de câncer pode ser prevenida. Os cientistas concluíram que cerca de 70% dos tumores são evitáveis por meio de mudanças simples na dieta e no estilo de vida.

Confira a lista:


1. Alimentos embalados em BPA 

Este ingrediente encontrado em plásticos duros e resinas é usado também para revestir latas de metal. Estudos laboratoriais ligaram o BPA ao câncer, à infertilidade, diabetes e obesidade. Dê preferência aos alimentos que sejam embalados em recipientes livres de bisfenol-A (BPA).

2. Alimentos defumados 

Nitratos e nitritos atuam como conservantes para evitar que os alimentos se deteriorem, além de também adicionarem cor às carnes. Estes compostos estão associados a um risco maior de câncer.

3. Peixe de criação 

De acordo com a Food and Water Watch, os peixes de criação contêm níveis mais elevados de poluentes químicos do que os peixes selvagens. Devido à superlotação nas pisciculturas, os peixes são mais suscetíveis a doenças, elevando o uso de antibióticos. Por isso, eles aumentam as chances de câncer.

4. Organismos geneticamente modificados 

Os alimentos geneticamente modificados não são considerados totalmente seguros para consumo. Procure rótulos livres de OGM nos alimentos.

5. Carnes grelhadas


Hidrocarbonetos aromáticos são produzidos através de certos tipos de combustão, como a queima de carvão ou madeira. Um problema adicional é criado quando a gordura da carne goteja no fogo, gerando fumaça. Essas condições aumentam o risco de exposição cancerígena.

6. Óleos hidrogenados


Óleos hidrogenados, também conhecidos como gorduras trans, têm uma estrutura química alterada para aumentar a vida útil dos alimentos. De acordo com a Escola de Saúde Pública de Harvard, essas gorduras causam a inflamação do sistema imunológico, que está relacionada ao desenvolvimento de doenças cardíacas, acidentes vasculares cerebrais, diabetes, entre outras doenças.

7. Pipoca de Micro-ondas


As embalagens das pipocas são revestidas com produtos químicos que passam para o alimento. Os componentes estão relacionados a tumores de fígado, pâncreas, testículos e mama.

8. Frutas e Verduras Não Orgânicas - As culturas convencionais são cultivadas com pesticidas, herbicidas e sementes geneticamente modificadas. Estes componentes são perigosos para a sua saúde.

9. Alimentos processados

Carnes processadas levam nitritos e nitratos como conservantes. Estas substâncias podem aumentar potencialmente o risco de câncer de estômago.

10. Açúcar refinado


Os pesquisadores encontraram ligações entre o açúcar refinado e o acúmulo de gorduras no sangue, o aumento do risco de doença cardíaca, os níveis mais elevados de triglicerídeos, a obesidade e o câncer.

11. Refrigerantes e Bebidas Esportivas


Não existe valor nutricional no consumo de refrigerantes ou bebidas esportivas. Estas bebidas contêm elevada taxa de açúcar, corantes, aspartame e outros produtos químicos prejudiciais à saúde.

12. Isolado de Proteína de Soja 

Segundo a American Dietetic Association, isolados de proteína de soja são conhecidos por atrasarem a capacidade do organismo para digerir alimentos e absorver os nutrientes na corrente sanguínea. Além disso, a soja passa por um processo de fabricação altamente industrial, que é tóxico para o sistema nervoso e para os rins.

13. Açúcar

As células cancerígenas se multiplicam com o açúcar. Por isso, é melhor reduzir o consumo de massas, carboidratos e pães. Eliminar o açúcar é a chave para a saúde.

14. Farinha Branca
Grãos comercialmente desenvolvidos têm sementes tratadas com fungicidas, além de receberem pesticidas e serem armazenados em caixas revestidas com inseticidas. Estes componentes aumentam a carga tóxica do alimento. Além disso, a farinha branca recebe óxido de cloro, substância que deixa o amido sem nutrientes e cheio de toxinas.

0 comentários:

Postar um comentário

Top Ad 728x90