Sites de Tribunais brasileiros seguem fora do ar em dois estados após ciberataque


Publicidade

Páginas do Espírito Santo e de Roraima ainda não retornaram suas atividades após ataques em sistemas de computadores em ao menos 150 países.


O ciberataque mundial iniciado na sexta-feira (12) deixou 200 mil vítimas – Reprodução
O ciberataque mundial iniciado na sexta-feira (12) deixou 200 mil vítimas – Reprodução

Após o ciberataque mundial que atingiu ao menos 150 países na última sexta-feira, 12, os sites dos Tribunais de Justiça de Roraima e do Espírito Santo seguem fora do ar na manhã desta segunda-feira, 15. Os ataques atingiram hospitais públicos na Inglaterra, causaram a interrupção do atendimento do INSS e afetaram empresas e órgãos públicos de 14 estados brasileiros mais o Distrito Federal.

Segundo o Tribunal de Justiça de Roraima, o site deve voltar ao ar às 11h (12h de Brasília). Os prazos processuais foram suspensos de sexta-feira (12) a domingo (14).

Já o Tribunal de Justiça do Espírito Santo (TJ-ES) informou via assessoria que a presidência da Corte ainda apura os prejuízos com a suspensão do sistema e não pode afirmar se algum prazo processual foi suspenso.

No Espírito Santo, além do TJ-ES, o Ministério Público estadual (MP-ES) e a Prefeitura de Vila Velha tiraram seus sites do ar como medida preventiva de segurança. Na manhã desta segunda-feira (15), os sites do MP-ES e da Prefeitura de Vila Velha funcionavam normalmente. Já o TJ-ES tem previsão para ser retomado durante a tarde.

Embora o site do Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC) tenha voltado a funcionar, o órgão informou que mantém o bloqueio de recebimento de emails externos. A medida foi tomada na sexta-feira, conforme o TJSC, de maneira preventiva.

200 mil vítimas ao redor do mundo

O ciberataque mundial iniciado na sexta-feira (12) deixou 200 mil vítimas, principalmente empresas, em ao menos 150 países, afirmou o diretor da Europol, Rob Wainwright, em uma entrevista à rede britânica ITV neste domingo.

"Realizamos operações contra 200 ciberataques por ano, mas nunca havíamos visto nada assim", ressaltou o chefe da Europol, que teme que o número de vítimas siga crescendo "quando as pessoas voltarem ao trabalho na segunda-feira (15) e ligarem o computador", divulgou a agência France-Presse.

A mídia estatal chinesa disse que mais de 29 mil instituições em toda a China foram infectadas. A agência de notícias Xinhua informou que, no sábado (13) à noite, 29.372 instituições haviam sido infectadas, o que representa centenas de milhares de dispositivos. Os dados são do Centro de Inteligência de Ameaças da Qihoo 360, uma empresa chinesa de serviços de segurança na internet.

Recomendamos para você »

Tecnologia 6971771799041397127
Reaja! Comente!

Postar um comentário

emo-but-icon

Curta nossa Página

Publicidade

Recicla Net Pousada Vitor & Vitoria WhatsApp do S1 Notícias

Canal S1 Gamer

Mais Lidas

Receba noticias em seu E-mail

Publicidade

item