Top Ad 728x90

24 de jul de 2017

9 comportamentos típicos de um psicopata

"Todos nós temos um pouco de tudo, o problema é a quantidade deste distúrbio".

Publicidade

"Todos nós temos um pouco de tudo, o problema é a quantidade deste distúrbio".


 Saiba as características que marcam um psicopata – Reprodução
Saiba as características que marcam um psicopata – Reprodução
Ter vergonha de algumas coisas, explodir de raiva em certos momentos, dramatizar situações ou ter atitudes egoístas esporadicamente é comum na vida de grande parte das pessoas. O problema é quando algumas características passam a ocorrer com frequência e em exagero. Ao ultrapassar esta linha tênue, o diagnóstico pode ser de transtorno de personalidade - também conhecido como sociopatia, condutopatia e psicopatia. "Todos nós temos um pouco de tudo, o problema é a quantidade deste distúrbio", afirmou o psiquiatra forense Guido Palomba.

De acordo com o psiquiatra, um indivíduo com transtorno de personalidade tem três defeitos básicos: são altamente egoístas; não se arrependem dos atos; têm valores morais distorcidos; gostam ou não se incomodam com o sofrimento alheio.

 Saiba as características que marcam um psicopata – Reprodução

Veja abaixo 9 comportamentos de um psicopata:


1 – Indiferença

Psicopatas são insensíveis quando o assunto é o sentimento alheio e não demonstram empatia, ou seja: não são capazes de se colocar no lugar do outro. Isso acontece porque o cérebro de um psicopata tem conexões fracas quando o assunto envolve emoção, e ele não consegue sentir emoções de forma profunda. Psicopatas não são bons também em identificar expressões de medo.

2 – Emoções rasas

Psicopatas e até sociopatas não são capazes de sentir emoções sociais como vergonha, culpa e constrangimento, além de outros sentimentos relacionados a relações efetivas. Não sentem remorso nem vergonha e são descritos geralmente como emocionalmente superficiais.

3 – Irresponsabilidade

Psicopatas não são pessoas confiáveis e são bastante irresponsáveis, acostumados a colocar a culpa por suas ações em outras pessoas. Quando são forçados a admitir a culpa, até o fazem, mas não sentem remorso nem arrependimento.

4 – São mentirosos de carteirinha

sicopatas são mentirosos patológicos e tendem a distorcer informações sempre que desejam, buscando o próprio prazer ou qualquer outro benefício, mesmo que seja preciso manipular outras pessoas e mentir para elas. Para alguns pesquisadores, isso acontece devido ao que chamam de “senso superficial do significado da palavra”. Psicopatas também têm dificuldade para entender metáforas e linguagem abstrata.

5 – Confiança excessiva

São pessoas com grande autoestima e que se acham bons em tudo o que fazem muitas vezes, têm a certeza clara de que não são apenas bons, mas os melhores do mundo.

6 – São impulsivos

Por não conseguirem analisar atitudes com a atenção necessária e também por não darem o devido valor ao que pode acontecer como consequência, os psicopatas têm um comportamento bastante impulsivo.

7 – São egoístas

É comum que psicopatas apresentem um comportamento fundamentado no que se pode chamar de um egocentrismo patológico, seguido de uma incapacidade de amar. Psicopatas sugam as pessoas que se aproximam deles e desenvolvem um comportamento parasita, tirando o máximo proveito das pessoas que fingem amar.

8 – Não conseguem fazer planos para o futuro

São pessoas que não sabem fazer planos em longo prazo, que são impulsivas e que fracassam quando o assunto envolve compromissos longos. Isso acontece porque são pessoas despreocupadas e que não sabem planejar coisas para longos períodos.

9 – São violentos

Infelizmente, a violência é outro típico comportamento de pessoas psicopatas, já que são pouco tolerantes à frustração e não conseguem conter seus rompantes de agressão e de irritabilidade. Quando não são violentos fisicamente, podem o ser de forma psicológica, já que sabem todos os pontos fracos das pessoas com quem se relacionam e são ótimos na arte de manipular.

0 comentários:

Postar um comentário

Top Ad 728x90