O voto dos evangélicos será decisivo nas eleições de 2018 Um grupo de pessoas que vem chamando atenção são os “evangélicos” que somam praticamente um terço da população.

Líderes movimentam estratégias para campanhas políticas disfarçadas em cultos religiosos – Foto: Reprodução

Líderes movimentam estratégias para campanhas políticas disfarçadas em cultos religiosos – Foto: Reprodução

Ocenário da política brasileira já tem uma cara, não é novidade nenhuma que hoje temos uma população que brada aos quatro cantos que são “conservadores”. Essa notícia brilha nos olhos dos presidenciáveis que veem em 2018 uma chance de ouro para tomar o poder.

Um grupo de pessoas que vem chamando atenção são os “evangélicos” que somam praticamente um terço da população, segundo o Datafolha, e podem ser decisivos para deænir o pleito.

De olho nesse ponto de vista, os presidenciáveis começam a acertar com líderes de movimentos estratégias para campanhas políticas disfarçadas em cultos religiosos. Em nome de “deus” vale tudo, em nome do poder e do dinheiro vale até a fé.