Havarias nas estruturas da primeira ponte que corta o Rio Pajeú – Foto: Pajeú On-line

Havarias nas estruturas da primeira ponte que corta o Rio Pajeú – Foto: Pajeú On-line

A primeira ponte a cortar o Rio Pajeú, localizada entre municípios de Brejinho e Itapetim, Sertão de Pernambuco, as margens da PE-275, no Povoado Placas está sem manutenção há anos, moradores preocupados com a estrutura da ponte informaram a degradação da mesma.

A ponte dá indícios que pode vir a cair, com infiltração em vigas, oxidação da ferragem e diversas fissuras em vários pontos da ponte.

Além do mal estado da ponte, a rodovia do trecho que liga o Povoado Ambó a divisa com a Paraíba, está cheio de buracos proporcionando mais despesas e até prejuízos no transporte de mercadorias ou transporte de água por caminhões pipa em tempos de seca, sem acostamento, com mato nas laterais, ondulações e falta de sinalização horizontal e vertical,

Já a parte de cima apresenta uma cratera do lado direito no sentido Brejinho a Paraíba, também possui no mesmo sentido, rachadura que percorre a largura da ponte no final da mesma. Chegando ao local percebe-se que as estruturas de duas vigas estão seriamente danificadas. A preocupação aumenta, pois, todos os dias dezenas de carros-pipa e caminhões transportando mercadorias passam no local assim como centenas de carros de passeio e motos.

Primeira ponte que corta o Rio Pajeú – Foto: Pajeú On-line

Primeira ponte que corta o Rio Pajeú – Foto: Pajeú On-line

Fonte: Pajeú On-line/ S1 Notícias