21 de julho – Dia dos Mortos da Marinha

A Marinha do Brasil celebra a Memória dos seus Mortos em Guerra em 21 de julho, data em que afundou por fortuna do mar a Corveta Camaquã em meio a Batalha do Atlântico na Segunda Guerra Mundial. O pequeno navio de guerra originalmente concebido como naviomineiro, o menor dos três navios de guerra perdidos pela Marinha do Brasil naquele conflito, naufragou durante operação de escolta ao comboio JT-18, vitimando 33 homens.

A Marinha envolveu-se na Segunda Guerra por mais tempo que o próprio País, uma vez que sua participação iniciou-se em outubro de 1941, com o posicionamento da própria Camaquã em patrulha no litoral Nordeste, e só terminou alguns meses após o fim da guerra, depois de assegurado que o Atlântico Sul estava efetivamente livre de submarinos desinformados sobre o término do conflito. Durante este longo e ativo período em operações de guerra pereceram em combate 492 militares da Marinha do Brasil. Somam-se a estes, 982 mortos nos 33 ataques do Eixo a nossa Marinha Mercante, redundando em 1474 mortos e desaparecidos na defesa do tráfego marítimo nacional.

Fonte/fotos: Marinha do Brasil

About The Author

Related Posts

Deixe um comentário