O município de Solidão ganhará uma escola com treze salas padrão FNDE. O projeto tem orçamento de R$ 7.922.974,97 (sete milhões, novecentos e vinte e dois mil, novecentos e setenta e quatro reais e noventa e sete centavos).

A notícia foi comemorada pelo prefeito Djalma Alves (PSB) e toda sua equipe de governo.

“Agradeço imensamente ao nosso querido Deputado Federal Gonzaga Patriota (PSB) pelas incansáveis lutas e conquistas para o povo solidanense desde o ano de 2017 quando assumimos a gestão. Sempre disse nos meus discursos que meu primeiro governo era para organizar a casa, fui muito cobrado pela oposição por não ter realizado grandes obras, porém hoje, finalizando meu primeiro ano do segundo mandato, Solidão está se transformando em um verdadeiro canteiro de obras, conforme prometi”, frisou o chefe do poder executivo, Djalma Alves.

O município de Solidão ganhará uma escola com treze salas padrão FNDE. O projeto tem orçamento de R$ 7.922.974,97 (sete milhões, novecentos e vinte e dois mil, novecentos e setenta e quatro reais e noventa e sete centavos). A notícia foi comemorada pelo prefeito Djalma Alves (PSB) e toda sua equipe de governo. “Agradeço imensamente ao nosso querido Deputado Federal Gonzaga Patriota (PSB) pelas incansáveis lutas e conquistas para o povo solidanense desde o ano de 2017 quando assumimos a gestão. Sempre disse nos meus discursos que meu primeiro governo era para organizar a casa, fui muito cobrado pela oposição por não ter realizado grandes obras, porém hoje, finalizando meu primeiro ano do segundo mandato, Solidão está se transformando em um verdadeiro canteiro de obras, conforme prometi”, frisou o chefe do poder executivo, Djalma Alves. “Solidão estava necessitando de uma escola urbana que atendesse a demanda, a que temos hoje foi construída nos anos 90, totalmente fora dos padrões exigidos. Em pleno final de ano, após dois anos muito difíceis para a educação essa notícia nos enche de alegria e certeza de que estamos no caminho certo”, ressaltou a Secretária de Educação Aparecida Ramos.   O projeto de Escola com 13 salas é padrão, prevendo um pavimento. A Escola destina-se à etapa do ensino fundamental I e II, compostos pelos segmentos do 1º ao 9º ano. O edifício tem capacidade de atendimento de até 910 alunos, em dois turnos (matutino e vespertino), e 455 alunos em período integral. Redação/Maurício Batista

“Solidão estava necessitando de uma escola urbana que atendesse a demanda, a que temos hoje foi construída nos anos 90, totalmente fora dos padrões exigidos. Em pleno final de ano, após dois anos muito difíceis para a educação essa notícia nos enche de alegria e certeza de que estamos no caminho certo”, ressaltou a Secretária de Educação Aparecida Ramos. 

O projeto de Escola com 13 salas é padrão, prevendo um pavimento. A Escola destina-se à etapa do ensino fundamental I e II, compostos pelos segmentos do 1º ao 9º ano. O edifício tem capacidade de atendimento de até 910 alunos, em dois turnos (matutino e vespertino), e 455 alunos em período integral.

Redação/Maurício Batista