Taxa de desemprego cai para 11,6% em outubro, mas atinge 12,4 milhões

Taxa de desemprego cai para 11,6% em outubro, mas atinge 12,4 milhões

A taxa de desemprego ficou em 11,6% no trimestre encerrado em outubro deste ano, apresentando leve recuo em relação ao percentual apurado no trimestre móvel anterior (julho-agosto-setembro), que foi de 11,8%. Em comparação com o mesmo período de 2018, a queda foi de 0,1 ponto percentual.

No total, são 12,4 milhões de desempregados. Os dados são da PNAD Contínua (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua), divulgada nesta 6ª feira (29.nov.2019) pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

Apesar da redução de 0,2 p.p. na taxa de desemprego em relação ao último estudo, o IBGE considera que houve estabilidade. Segundo a analista de pesquisa do órgão, Adriana Beringuy, isso está relacionado “a 1 crescimento menor da população ocupada no trimestre móvel encerrado em outubro”. São, no total, 94,1 milhões pessoas ocupadas, número 0,5% maior em comparação com o trimestre anterior.

Por outro lado, a taxa de subutilização da força de trabalho foi 0,8 p.p. menor que no trimestre móvel anterior (julho-agosto-setembro), passando de 24,6% para 23,8%, o que representa 972 mil pessoas a menos. Mesmo assim, são 27,1 milhões de pessoas nessa condição.

É considerado subutilizado quem está desempregado, trabalha menos do que poderia, não procurou emprego mesmo estando disponível para trabalhar ou procurou emprego, mas não estava disponível para o cargo.

A quantidade de desalentados –aqueles que desistiram de buscar emprego– também recuou. Foi para 4,6 milhões, com queda de 4,5% (menos 217 mil pessoas) em relação ao trimestre móvel anterior.

About The Author

Dena Santos

Related Posts

Leave a Reply