O dia de oficialização da letra do Hino Nacional é comemorado no dia 6 de setembro, conforme estabelecido na Constituição brasileira o Hino Nacional, juntamente com a Bandeira, o Selo e o Brasão de armas, representam nosso país.

Com letra elaborada por Joaquim Osório Duque Estrada e o arranjo musical de Francisco Manuel da Silva, sua oficialização foi em setembro de 1971, durante a gestão de Epitácio Pessoa, presidente na época, e foi adquirido por cinco contos de réis.

6 de setembro - Dia de oficialização da letra do hino nacional

Uma forma de expressar as crenças, ideologias, princípios e valores de uma nação, conhecer o Hino Nacional e interpretá-lo é necessário a qualquer cidadão, por isso, devemos ouvi-lo em várias ocasiões, como cerimônias de inauguração, eventos esportivos nacionais e internacionais.

Um pouco da História do Hino Nacional Brasileiro

O primeiro Hino Nacional Brasileiro foi composto para elaborar a Independência de nosso País, por volta de 1822/1823, por Francisco Manuel e um grupo de outras pessoas. Salientava a abdicação do Dom Pedro I, inflamada nos conceitos de Liberdade.

Mas a necessidade de retratar este novo acontecimento histórico, como a coroação de D.Pedro II, a primitiva letra é alterada para exaltar o Imperador.

Depois da Proclamação da República em 1889, essa versão não foi bem aceita, destoava da nova realidade do nosso país, inclusive foi hostilizada pelo Marechal Deodoro da Fonseca, a necessidade de apagar os vestígios do Velho Regime um novo concurso é instituído.

Porém com muita veemência, o grande músico Oscar Guanabarino, defendeu o arranjo musical elaborado por Francisco Manuel, em seu argumentou citou que o hino não era considerado pelo povo como sendo Hino de Dom Pedro, mas o hino que representava a Pátria Brasileira.

Objeção esta aceita, permanecendo então somente a melodia do Maestro Francisco e um novo concurso foi promulgada, com a intenção de encontrar uma nova letra.

Como foi escolhido o Hino Nacional atual

O Hino Nacional com a letra conhecida e cantada por nós até os dias de hoje, foi desenvolvida seguindo os seguintes passos:

  • Em 1906, na Tribuna da Câmara dos Deputados, o escritor Coelho Neto, em seu discurso proferiu que fosse elaborado um poema à altura da nação brasileira, argumento que levou o então Ministro da Justiça Dr. Augusto Tavares de Lira, a decretar aberto o concurso;
  • Lançaram o desafio para a comunidade em geral, para reformular a letra que melhor se adaptasse a melodia original. Foi então que o poeta e escritor, Joaquim Osório Duque Estrada apresentou sua criação e foi escolhido com distinção, entre muitos outros;
  • Em1916, algumas modificações foram introduzidas;
  • Em 1922, através do Decreto nº4. 559, conferiu autorização ao Poder Executivo para adquirir as propriedades dos versos;
  • Na véspera do dia 7 de setembro dia de Comemoração do Centenário da Independência, através do Decreto nº 15.671 foi declarado à letra como oficial.

A maneira correta de executar o Hino Nacional

6 de setembro - Dia de oficialização da letra do hino nacional

Devemos demonstrar respeito durante o andamento do hino, alguns critérios a serem observados são:

  • Todos deverão ficar de pé;
  • Devemos evitar conversas paralelas;
  • Os homens civis não devem usar bonés ou chapéus;
  • Os militares devem prestar continência;
  • Não alterar a voz com gritos e manifestações ostensivas;
  • Não aplaudir.

Além disso, quando o Hino for apresentado somente por instrumentos, devem ser tocado uma única vez, e não devemos acompanhar cantando.

Para interpretação vocal, o solista deverá cantar todo o hino nacional.

Se em alguma cerimônia, que tenha convidados de outros países, o hino do país visitante será apreciado primeiro. É uma forma de demonstrar respeito.

A prática do Hino Nacional

Desde 2009, a prática de cantar o Hino Nacional Brasileiro, é obrigatória pelo menos uma vez na semana, em todas as escolas públicas e privadas, como um ato solene, antes do início da aula.

O hino Nacional é um dos símbolos mais conhecidos, é uma reverência à Bandeira Nacional, e quando cantamos, somos tomados por emoção, que muitas vezes leva pessoas às lágrimas.

Também é executado, nas seguintes ocasiões:

  • Continência ao Presidente da República;
  • Ao Congresso nacional;
  • Supremo Tribunal Federal;
  • Continência e cortesia Internacional;
  • Cerimônias patrióticas;
  • Eventos esportivos

É estritamente proibido a execução, produção ou reprodução de qualquer tipo de arranjo vocal, artístico e instrumental, no hino original.

Vamos demonstrar nosso respeito e reverência ao nosso Hino Nacional neste dia 06 de setembro, executando-o com a formalidade adequada e com patriotismo. 

6 de setembro - Dia de oficialização da letra do hino nacional

About The Author

Dena Santos

Related Posts