Com a recente decisão do Governo Federal em cancelar o programa social Renda Cidadã que seria um substituto do Bolsa Família no próximo ano, uma nova alternativa então foi prevista. O objetivo agora é ampliar os recursos do Bolsa Família e aumentar o valor do benefício para os próximos anos. Além disso, proporcionar novos benefícios como o auxílio creche, por exemplo.

Além do auxílio creche para aumentar o valor do benefício do Bolsa, o governo também pretende incentivar os estudantes que têm bons rendimentos na escola. Entre as propostas estão:

  • Um auxílio creche mensal de R$ 52 por criança;
  • Um prêmio anual de R$ 200 para os melhores estudantes;
  • Uma bolsa mensal de R$ 100, mais um prêmio anual de R$ 1 mil para alunos destaques em ciência e tecnologia;
  • Uma bolsa mensal de R$ 100, mais um prêmio anual de R$ 1 mil para alunos que se destacarem em atividades esportivas.

Além da renda de R$ 200, o objetivo é também angariar ajuda financeira de R$ 52 para as famílias carentes com crianças de até cinco anos. E, além disso, o auxílio-creche de cerca de R$ 200 para mães.

Como percalço, os projetos enfrentam problemas de investimento. Os valores milionários seriam divididos diante do seguinte cenário:

R$ 5,1 bilhões para o auxílio creche, que seria pago para 8 milhões de crianças;

Orçamento total de R$ 34,4 bilhões para o Bolsa Família, que atenderia 14,5 milhões de famílias, alcançando 44,2 milhões de pessoas e garantindo um benefício médio de R$ 202.

Como pode funcionar o novo benefício?

Estudantes de todo o Brasil seria contemplado com as premiações no cenário executado pelo governo. O objetivo é alcançar 1,8 milhões de estudantes anualmente com o valor de R$ 200.

A divisão seria feita pelas regiões do país por meio do programa Mérito Escolar. Confira:

  • seriam 800 mil crianças e adolescentes premiadas no Nordeste;
  • 500 mil no Sudeste;
  • 300 mil no Norte;
  • 100 mil no Centro-Oeste;
  • e 100 mil no Sul.

Já com relação a bolsa mensal de R$ 100 e a premiação de R$ 1 mil, seriam contemplados 10 mil estudantes que se destacarem em atividades de ligadas a Ciência e Tecnologia.

Os estudantes que são atletas receberiam bolsas e prêmios nos mesmos valores. Os critérios para a participação do projeto não foram divulgados ainda.

Vale lembrar que os projetos fazem parte de uma medida provisória que ainda deve ser editada por Bolsonaro e encaminhada ao Congresso Nacional para aprovação e implementação.

Sendo assim, deve entrar em vigor, se aprovada, apenas no próximo ano, sem data exata de previsão.

About The Author

Dena Santos

Related Posts