Bolsa Família registra maior repasse da história e Nordeste lidera concentração

Bolsa Família registra maior repasse da história e Nordeste lidera concentração

Os beneficiários do Bolsa Família começarão a receber nesta terça-feira (10) o abono natalino, equivalente ao décimo terceiro do benefício. Instituído pela Medida Provisória 898, editada em outubro, o abono consiste no benefício pago em dobro em dezembro. Segundo a Caixa Econômica Federal, que administra os pagamentos, 13,1 milhões de famílias estão sendo atendidas pelo Bolsa Família em dezembro. Neste mês, o governo desembolsará R$ 2,5 bilhões com o pagamento do benefício deste mês, mais R$ 2,5 bilhões com o décimo terceiro. Com a inclusão do pagamento extra, o programa atinge R$ 5.051.492.014,00, o maior repasse já registrado no Bolsa Família. 

O benefício extra será pago com o mesmo cartão, nas mesmas datas e por meio dos mesmos canais pelos quais os beneficiários recebem as parcelas regulares do Bolsa Família. Os beneficiários que recebem por meio de crédito em conta poupança ou na conta Caixa Fácil terão o valor do abono natalino creditado nas mesmas contas.

O calendário de pagamentos seguirá o dígito final do Número de Inscrição Social (NIS) do responsável familiar apresentado no cartão do programa.

Beneficiários com o final 1 serão pagos nesta terça-feira. O cronograma segue com o pagamento aos beneficiários com final 2 na quarta (11); final 3, dia 12; final 4, dia 13; final 5, dia 16; final 6, dia 17; final 7, dia 18; final 8, dia 19; final 9, dia 20, e final 0, dia 23.

Benefício por região

Segundo a Caixa Econômica Federal, o abono natalino tem sua maior concentração na região Nordeste, com R$ 2.650.379.512,00, ou seja 52,46% do valor total. A região Sudeste fica em segundo lugar, com 23,91% e R$ 1.208.038.684,00. A região Norte tem 14,32% e recebe 723.590.174,00. A região Sul abrange 5,22%, que representa R$ 263.956.582,00. Já o Centro-Oeste embolsa 4,06% do valor total, R$ 205.527.062,00.