No Brasil, as queimadas vêm afetando grandes regiões. Contudo, essa não é uma condição exclusiva do nosso país. Isso porque, as chamas estão destruindo que podemos imaginar, cobrindo tudo com a cor das chamas e depois, com a das cinzas. Dessa forma, muitos pesquisadores começam a levantar a possibilidade estar vivendo “Era do Fogo”.

Em situações ideais, o fogo acontece de forma natural, fazendo com que a brasa tome conta de paisagens em tempos de seca. Entretanto, o fogo do qual estamos falando se dá por meio da ação humana. Além disso, a combustão e seu estrago são mais profundos.

Esse é um efeito das mudanças climáticas e de outros fatores

Pelo que sabemos, a influência das queimadas não vem apenas das mudanças climáticas. Assim, mesmo que ela se um fator importantíssimo, ela não é o único. Se pararmos para pensar, termos uma sociedade estabelecida no consumo de combustíveis fósseis agrava esse efeito. No entanto, mesmo que as mudanças climáticas não existissem, ainda teríamos que lidar com um sério problema de queimadas.

Uma vez que a queima de biomassa fossilizada se tornou uma prática comum, a humanidade passou por uma “transição pírica”. A partir daí, temos o aumento da industrialização e da naturalização do fogo. Nos Estados Unidos, por exemplo, essa transição desencadeou uma onda de incêndios monstruosos. De fato, foi um período de muita destruição e que motivou um cuidado voltado para a preservação desses espaços.

Há cerca de 40 a 50 anos, muitas agências agrárias dos Estados Unidos reformaram as políticas para reestabelecer um uso consciente do fogo. Porém, essa prática não foi alcançada em grandes escalas. O resultado disso são paisagens inteiras sendo queimadas e trazendo consequências letais. Mas, o mais importante, até irreversíveis. Principalmente nos últimos anos, o desmatamento e corte da madeira explodiram no mundo todo, estimulando uma queima das florestas nunca vistas.

Esta “Era do Fogo” é conhecida como Piroceno

Em uma rápida comparação, o fogo que está tomando conta da Terra é comparável às eras glaciais do período Pleistoceno. Bem como os mantos de gelo já foram há muitos anos, hoje, isso acontece com o fogo que cobre uma imensidade de terra. Desse modo, estamos vivendo em uma época onde o fogo é o principal motor e expressão.

Se pararmos para pensar, até a história de clima foi influenciada pela maneira que lidamos com o fogo. O que sugere que, para além de tudo que estamos vivendo ser um resultado da influência humana, é resultado de um tipo específico de intromissão do monopólio da espécie humana para com o fogo. Isso acontece porque, somos a única espécie que manipulamos o fogo e ainda assim, pareceremos não ter conhecimento suficiente para lidar com esse poder, que vem trazendo inúmeras consequências negativas.

Por fim, muitos estudos apontam que, somente deixaremos essa era, uma vez que fogo industrial for repensado. Ou seja, o fogo na forma de bombas, de motores, aeronaves e até veículos. Até, estaremos sem controle do que precisa ser queimado e o que não precisa.

About The Author

Aldenice Santos

Related Posts