Também estão suspensos bloqueios do pagamento do benefício. As mudanças devem valer enquanto estiver sendo pago o auxílio emergencial de R$ 600.

O governo federal determinou a suspensão das atualizações cadastrais de beneficiários do Bolsa Família enquanto o auxílio emergencial de R$ 600 estiver sendo pago. Também estão paralisadas a aplicação de “ações de administração de benefícios”, como o bloqueio ou suspensão do pagamento.

As mudanças estão em portaria editada pelo Ministério da Cidadania e publicada no “Diário Oficial da União” desta segunda-feira (18). A medida já está valendo.

O auxílio emergencial será pago por três meses em razão da crise econômica causada pela pandemia do novo coronavírus. Tem direito ao benefício trabalhadores informais, desempregados, MEIs e contribuintes individuais do INSS, maiores de idade e que cumpram requisitos de renda média.

A portaria desta segunda-feira atualiza uma outra publicada em 20 de março que fixa medidas de gestão emergenciais do Bolsa Família e do Cadastro Único em meio à pandemia do coronavírus.

Ao determinar as suspensões, o Ministério da Cidadania afirmaconsiderar a necessidade de evitar aglomerações de pessoas e de evitar que os integrantes de famílias beneficiárias do Bolsa Família, assim como os cidadãos que trabalham em unidades de cadastramento destas famílias, exponham-se ao coronavírus.

O governo ressalta ainda que a operação do Bolsa Família e do Casdastro Único está prejudicada por situações como suspensão de aulas, direcionamento de unidades de saúde para atender aos infectados pela Covid-19, e pelo fechamento dos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) e demais postos de cadastramento.

Na portaria, o governo não fixa uma data específica para o fim da suspensão e diz apenas que as mudanças valerão enquanto o auxílio emergencial for pago. Pelos calendários divulgados até a última atualização desta reportagem, a segunda parcela do benefício deve ser paga em meados de junho. As datas de pagamento da terceira parcela ainda não foram informadas. Com informações do G1.

About The Author

Related Posts