Solidão realiza mais uma edição da Festa dos Bacamarteiros

Comemorada desde 2005, Solidão – PE vivenciou nesta quarta e quinta-feira (14 e 15), mais uma edição da tradicional Festa dos Bacamarteiros.

Na tarde desta quarta-feira (14 de agosto de 2019), foi realizado a abertura de mais uma edição da Festa dos Bacamarteiros de Solidão, no Sertão de Pernambuco.

O evento teve início por volta das 17 horas, com recepção, no portal da cidade, as 18hs apresentações culturais na Praça José Barros Sobrinho (Praça de alimentação), com o Grupo de Idosos do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) e Xaxado Bandoleiros de Solidão, logo mais as 19 horas foi servido um delicioso jantar para os grupos.

>> Confira todas as fotos na Página Clique aqui <<

Na manhã desta quinta-feira (15), aconteceu o encerramento do evento com mais uma recepção aos Bacamarteiros no Portal da cidade, acompanhado de um café da manhã, em seguida desfile até o Santuário de Nossa Senhora de Lourdes (Gruta), onde houve a celebração da Santa Missa presidida pelo Pe. Américo Leite, logo após a missa os bacamarteiros fizeram o tradicional festejo de tiros e seguiram para um almoço na EREM Nossa Senhora de Lourdes.

O evento foi realizado pela Secretaria de Cultura Turismo e Juventude e contou com o total apoio do Prefeito Djalma Alves. O mesmo reuniu associações de bacamarteiros de cidades como Bacamarteiros de Bezerro – PE, Solidão – PE, Abreu e Lima – PE, Cabo do Santo Augostinho – PE, Gravatar – PE, Serra Talhada – PE, Santa Cruz – PE, Triunfo – PE, Afogados da Ingazeira – PE, Carnaiba – PE.

Origem:

A tradicional Festa dos Bacamarteiros de Solidão teve início em 2005, a realização cultural, tem ganhado grande suporte dos protetores desta pratica cultural, que reuni adeptos vários estados e cidades no município.

Sobre os bacamarteiros:

O Bacamarte é uma arma de fogo, de cano curto e largo, também conhecida comogranadeira, reiuna, reuna ou riuna, principalmente, no Nordeste brasileiro. As granadeiras ou bacamartes que serviram na Guerra do Paraguai, em 1865, foram modificadas para que as armas se adaptassem ao uso dos bacamarteiros nas festas do interior de Pernambuco e desde o século XIX, grupos de bacamarteiros se exibem em festas. A forma como os bacamarteiros se agrupam é bastante primitiva. Não há formalidades ou regulamentos. Só é necessário possuir um bacamarte e saber manejar a arma.

>> Confira todas as fotos na Página Clique aqui <<

>> Confira todas as fotos na Página Clique aqui <<

About The Author

João Santos

Related Posts