O laboratório alemão BioNTech, que em parceria com a americana Pfizer produziu a primeira vacina aprovada internacionalmente contra a covid-19, anunciou que poderia fornecer uma vacina adaptada à nova cepa do vírus registrada no Reino Unido “em seis semanas”.

“Tecnicamente somos capazes de fornecer uma nova vacina em seis semanas”, disse Ugur Sahin, cofundador do laboratório alemão.

“A beleza da tecnologia do RNA mensageiro é que podemos diretamente começar a conceber uma vacina que imita fielmente a nova mutação”, disse, em uma entrevista coletiva, um dia depois da aprovação da União Europeia (UE) a sua vacina.

About The Author

Related Posts