O presidente Jair Bolsonaro disse neste sábado (1º.jun.2019) que gostaria que Estados e municípios fossem mantidos dentro da reforma da Previdência. Destacou, no entanto, que essa é uma decisão da Câmara dos Deputados. As informações são do portal G1.

“Isso está sendo acertado pela Câmara. O que nós gostaríamos é que fosse tudo junto, mas como tem partidos que querem que aprove [sem Estados e municípios], e eles votando ao contrário, então há esse impasse dentro da Câmara. Eu não tenho nada a ver com isso. Não tenho nada a ver com isso, a Câmara que decide agora”, disse.

Hoje, há pressão dentro da Congresso para que os Estados e municípios sejam retirados da reforma. Diversos líderes partidários têm defendido que cada unidade federativa faça sua própria reforma e assume o ônus da impopularidade da matéria. Temem que o desgaste do projeto afete as eleições municipais de 2020.

Neste sábado, o relator da reforma da Previdência, deputado Samuel Moreira (PSDB-SP), disse que vai tentar negociar a permanência dos Estados no projeto junto a líderes.

A alteração do trecho não afetaria a previsão de economia da União com a proposta, na faixa de R$ 1 trilhão. A manutenção dos entes federados, no entanto, é considerada importante pela equipe econômica para equilibrar as contas públicas regionais.

About The Author

Dena Santos

Related Posts