Caso repercutiu no país após imagens do flagrante do marido no momento do ato

O morador em situação de rua Givaldo de Souza, de 48 anos, pediu desculpas após ter exposto detalhes sobre a relação sexual que manteve com uma mulher dentro de um veículo no Distrito Federal. O caso, que aconteceu no último dia 9 de março, repercutiu em todo o país após laudo médico apontar que a comerciante estava em surto psicótico.

Além disso, o momento em que o marido da mulher flagrou a cena também foi divulgado. Nas imagens, ele espanca Gilvado, o que mais tarde justificaria como uma atitude extrema por achar que se tratava de um estupro.

Fonte: Diário do Nordeste