O Brasil voltou a apresentar aumento na taxa de transmissão da Covid-19, segundo apontam dados divulgados, nesta terça-feira (17), pelo Imperial College, instituição britânica que vem realizando projeções relacionadas à pandemia. Os números apontam que o ritmo de contágio, popularmente chamado de Rt, subiu para 1,10. Isso significa dizer que cada grupo de 100 indivíduos contaminados com o novo coronavírus transmitirá o vírus para outras 110 pessoas, ou seja, um infectado pode transmitir a doença para mais de uma pessoa. 

Quando temos o Rt acima de 1, aumentam as chances de propagação da doença. Infectologistas, pesquisadores, projetistas e outras autoridades envolvidas no combate à Covid-19, dizem que, para uma retomada segura das atividades, o ideal é que essa taxa seja inferior a 0.7. 

O País registrou um aumento de novos casos superior a 65% na semana 46 em relação à 45. A média móvel de novas infecções subiu 59% nos últimos sete dias. No último dia 10, o Rt do Brasil estava em 0,68. 

Pernambuco

No Estado, a última vez que taxa de transmissão da Covid-19 esteve abaixo de 1 foi no dia 7 de novembro, quando registrou 0,99, de acordo com dados do Instituto para Redução de Riscos e Desastres de Pernambuco (IRRD). 

Do dia 8 ao dia 11, houve um movimento acelerado de subida, chegando a 1,39, número mais alto desde 22 de maio, quando o Rt foi 1,49. Vale ressaltar que maio é considerado pela Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) como o mês de pico da epidemia em Pernambuco.  

Nos últimos dias, o gráfico apresentou uma leve queda, mas a última atualização, nesta segunda-feira (16), ainda tinha dígitos preocupantes (1,10). Em Pernambuco, no momento, são mais de 10.500 casos ativos da Covid-19, com pacientes em tratamento para a doença em todas as regiões. 

About The Author

Aldenice Santos

Related Posts

Deixe um comentário