Olinda: Catadores recolhem 53 toneladas de material reciclável durante o carnaval

Foram 53 toneladas de alumínio, papelão e plástico foi recolhido das ladeiras do Sítio Histórico de Olinda. Os catadores conseguiram lucrar uma média de R$ 500.

Cerca de 53 toneladas de alumínio, papelão e plástico foram recolhidas das ladeiras do Sítio Histórico de Olinda durante o carnaval. A ação foi fruto de uma parceria da prefeitura da cidade com a Cooperativa de Catadores de Materiais Recicláveis (Coocencipe).

Estima-se que só de latinhas tenham sido recolhidas cinco milhões de unidades, vendidas pelos carroceiros a R$ 3,20 o quilograma. Os catadores conseguiram lucrar uma média de R$ 500 durante os quatro dias de folia, mas existem casos de alguns que lucraram R$ 1.000, de acordo com a prefeitura.

A gestão municipal montou uma estrutura para os sucateiros que trabalharam durante os festejos. Além de oferecer um espaço para acondicionamento do material, a prefeitura criou um serviço de proteção para acolher os filhos dos catadores enquanto eles trabalhavam, com brincadeiras e acesso a refeições.

Foram 53 toneladas de alumínio, papelão e plástico foi recolhido das ladeiras do Sítio Histórico de Olinda. Os catadores conseguiram lucrar uma média de R$ 500.
Foram 53 toneladas de alumínio, papelão e plástico foi recolhido das ladeiras do Sítio Histórico de Olinda. Os catadores conseguiram lucrar uma média de R$ 500.