A Primeira Câmara do Tribunal de Contas, julgou, nesta terça (22), Auditoria Especial realizada na Prefeitura Municipal de Tabira, relativa aos exercícios financeiros de 2017 a 2020, com o seguinte objetivo: Analisar as irregularidades apontadas no Procedimento de Apuração Preliminar, conduzido pela Coordenadoria de Controle Interno da Prefeitura Municipal de Tabira, relativamente a serviços de digitalização do acervo municipal, tendo como interessado o ex-prefeito Sebastião Dias Filho.

No julgamento, a Primeira Câmara, à unanimidade, julgou pela irregularidade da referida auditoria e imputou um débito de R$ 85.801,63 a Sebastião e ainda foi aplicada uma multa ao ex-gestor.

Fonte: Afogados On-Line

Related Posts

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.