Garota de 13 anos mata o sobrinho, a irmã grávida e arranca o bebê

Garota de 13 anos mata o sobrinho, a irmã grávida e arranca o bebê

“É quase um filme de terror, mas foi real.” É assim que a delegada Leisaloma Carvalho classifica, ao Correio, um crime assustador que deixou horrorizados os moradores de Porto Velho, em Rondônia, no último domingo (20). Uma garota de 13 anos confessou ter assassinado a própria irmã, de 23 anos, que estava grávida de 8 meses, segundo a delegada. A adolescente arrancou o bebê da mulher para tentar aplicar um golpe em parceria com o namorado, de 15 anos. A dupla ainda matou outro filho da irmã, um garoto de apenas 7 anos.

“A morte ocorreu, tanto da mãe, quanto da criança, no sábado (19/10) no início da noite. Quando foi no domingo (20), o primeiro corpo apareceu, o da criança, boiando no local (um lago artificial que é utilizado, nos arredores da Zona Sul da capital, como reserva de barro para a produção de cerâmica). No início acreditou-se que tinha sido uma queda e afogamento. Mas na segunda (21) apareceu o corpo da mãe em uma cova rasa, ele estava parcialmente coberto e com muitos urubus no local. O corpo foi encontrado por um familiar da vítima, que já tinha percebido o sumiço e a procurava”. Contou a delegada.

A jovem não teve o nome revelado. A vítima se chama Fabiana Pires Santana e foi morta a facadas e golpes de ferro. O outro filho de Fabiana, o garoto de 7 anos, que também foi morto pela dupla, teve um fim brutal. Segundo a delegada, o garoto presenciou a morte da mãe, foi arremessado no lago e depois apedrejado. “Tudo foi visto pela criança que chorava e gritava para não morrer. Eles jogaram ela no lago e depois atiraram pedras para matar”, disse.

Feto sumido

Após encontrar o corpo e perceber a região do tórax aberta, a chefe da Delegacia de Homicídios foi, então, em busca do feto desaparecido: “Quando o cadáver foi retirado da cova nós observamos, apesar do avançado estado de putrefação, que a barriga foi cortada, e de imediato, nós já passamos a diligência para investigar onde estava o feto. Nisso também ficou suspeito que a morte da criança teria uma ligação (com esse crime)”.

“Nós ouvimos relatos das pessoas próximas à vítima. Então, fomos na casa da mulher e, por relatos dos familiares, a gente foi procurar a adolescente. Depois localizamos também a casa do namorado da adolescente, e na casa da menor nós achamos a criança”, relata a delegada.

Segundo Leisaloma, a dupla confessou o crime. “Levamos os dois para a delegacia e eles confessaram. Eu não tenho certeza do estado de saúde dele (do bebê), mas até onde eu sei ele tinha um quadro estável, apenas com uma infecção no cordão umbilical, porque o corte foi feito com uma faca”.

O bebê é um menino e está internado no Hospital de Base de Porto Velho.

A delegada explicou que a motivação dos dois jovens para matar Fabiana foi um golpe que a mãe do garoto de 15 anos pretendia aplicar no companheiro. “Ela (a acusada) contou que tinha fugido de casa, e que naquele dia já tinha planejado realizar o crime com o namorado. Ela disse que a mãe do namorado estava simulando uma gravidez de um garimpeiro e a mulher assim concordou (com o crime) e atraíram a vítima e a atacaram.”

Brutalidade e sangue frio

Segundo a delegada, os dois não demonstram sinais de arrependimento. Ele mostraram frieza durante os depoimentos. “Nos assustou como a adolescente ria e falava sobre o assunto. Ela disse que matou três gatos, também há relatos de que foram seis, não sabemos se para treinar o assassinato. Mas, com 13 anos, matar animais é algo assustador, a gente percebe que é uma adolescente bem perturbada, ela não aparenta ser louca, mas ela aparenta essa perturbação. Eles contaram que viram o coração da mulher batendo enquanto arrancavam a criança.”

About The Author

Dena Santos

Related Posts