Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) foi notificada, nesta terça-feira (05 de junho de 2022), do primeiro caso suspeito de Monkeypox (varíola dos macacos) em Pernambuco. Trata-se de um paciente do sexo masculino, de 25 anos, residente da cidade de Guarulhos, em São Paulo. O jovem chegou a Pernambuco no dia 23/06 para visitar familiares na cidade de Paulista, na Região Metropolitana do Recife.

A investigação epidemiológica constatou que o paciente teve contato com estrangeiros (europeus) em uma comemoração no Estado onde reside. No último dia 30/06, ele começou a apresentar quadro de febre, adenomegalia (aumento dos linfonodos do pescoço), erupção cutânea e linfogranuloma venéreo (linfonodos inchados na região genital e virilha) e buscou atendimento na AHF Brasil – Clínica do Homem Recife na última segunda-feira (04/07). A AHF é uma unidade especializada em prevenção, diagnóstico e tratamento de IST, com foco no público masculino, atuando em parceria com o Programa de IST/HIV/Aids, da SES-PE.

No serviço, foi realizado teste de triagem para detecção de sífilis, que apresentou resultado negativo, além da coleta de swab nasofaríngeo e esfregaço da lesão para análise e determinação de diagnóstico. As amostras coletadas serão encaminhadas para o Laboratório de Enterovírus da Fiocruz/RJ, referência para o diagnóstico da Monkeypox. O Laboratório Central de Saúde Pública de Pernambuco (Lacen-PE) também realizará investigação para detecção de outras doenças (arboviroses, exantemáticas, enterovirus, vírus respiratórios clamídia e gonococo, por exemplo).

O paciente apresenta quadro de saúde considerado estável e foi colocado em isolamento domiciliar. A Secretaria também já realizou a notificação do caso ao Ministério da Saúde (MS) e monitora o caso junto à Secretaria Municipal de Saúde do Paulista, que está realizando o acompanhamento, coleta de exames complementares e a vigilância dos contatos próximos. Até o momento, nenhum familiar do paciente apresentou sintomas da doença.

No mês de junho, a Secretaria Estadual de Saúde emitiu nota técnica para os serviços de saúde sobre as diretrizes a serem adotadas para vigilância da Monkeypox no Estado, conforme documento: https://www.cievspe.com/informacoes-estrategicas.