Pesquisa XP/Ipespe divulgada nesta sexta-feira (3) aponta que a rejeição ao governo de Jair Bolsonaro (PL) se mantém estável 60% dos participantes desaprovam a atual gestão. Já 35% dos entrevistados disseram aprovar o atual governo, e 5% não sabem ou não responderam. Os valores são os mesmos do levantamento anterior, divulgado na sexta passada (27).

Já sobre a avaliação do atual governo, 50% dos participantes o consideram ruim ou péssima uma queda de um ponto percentual desde a semana passada. Já 31% o avaliam como ótimo ou bom, valor que se manteve estável; 18% o consideram regular e 1% não sabe ou não respondeu.

Caminho errado

Em relação à economia brasileira, 61% acreditam que ela está no caminho errado, uma queda de 1% em relação à semana passada. Já os que acreditam que ela vai bem correspondem a 31% dos entrevistados, um aumento de um ponto percentual, e 6% não sabem ou não responderam.

Questionados sobre a percepção do aumento dos preços nos últimos meses, 71% dos participantes disseram que eles aumentaram muito, valor que se manteve estável. Já 25% disseram que os preços aumentaram, um crescimento de 1% em relação à semana passada, e 2% disseram que os preços se mantém iguais.

A pesquisa foi realizada entre os dias 30 de maio e 1º de junho com 1.000 participantes de todo o Brasil, entrevistados por telefone. A margem de erro estimada é de 3,2%.

Lula se mantém na liderança

A pesquisa XP/Ipespe aponta ainda que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) se mantém na liderança da corrida presidencial, com 45% das intenções de voto. O atual presidente, Jair Bolsonaro (PL), segue na segunda colocação, com 34%. O resultado é o mesmo do levantamento anterior e refere-se à pesquisa estimulada — quando os participantes são apresentados a uma lista de candidatos.

Logo depois vem o ex-governador do Ceará Ciro Gomes (PDT), com 9% das intenções de voto. Em relação à semana passada, Ciro subiu um ponto percentual. Já a senadora Simone Tebet (MDB) mantém-se com os 3% do último levantamento, ocupando o quarto lugar. Esse é o primeiro levantamento XP/Ipespe sem a participação de João Doria (PSDB), que desistiu de sua pré-candidatura ao Planalto no dia 23 de maio.

André Janones (Avanate), Vera Lúcia (PSTU) e Pablo Marçal (PROS) estão empatados com 1% das intenções. Leonardo Péricles (UP) e Luciano Bivar (União Brasil) foram citados pelos participantes, mas não alcançaram 1% de citações. Felipe D’Avila (Novo), José Maria Eymael (DC) e Sofia Manzano (PCB) contavam na lista de candidatos, mas não foram citados por nenhum entrevistado. Votos em branco, nulos, que não sabem ou não responderam alcançaram 7%.

Em um eventual segundo turno entre os líderes da pesquisa, Lula e Bolsonaro, o petista venceria com 53% dos votos, contra 35% de Bolsonaro. Nulos e brancos seriam 12% dos votos.

Fonte: Diário de Pernambuco

About The Author

Related Posts