A máquina de tatuagem - Foto: Rômulo Pacheco

A máquina de tatuagem – Foto: Rômulo Pacheco

Maquininha pode dar 100 agulhadas por segundo

  1. Ao pisar no pedal, o tatuador controla a energia elétrica liberada pela fonte. É o mesmo princípio da maquininha dos dentistas.

  2. A energia passa por duas bobinas de fio de cobre, gerando forças eletromagnéticas que atraem o batedor para baixo.

  3. Ao ser puxado, como um ímã, o batedor empurra todo o conjunto em direção à pele, perfurando-a.

  4. Junto com a mola dianteira, a chave de relê controla a corrente elétrica. Quando o batedor desce, a mola se desprende da chave e quebra o circuito.

  5. Assim, as bobinas se desmagnetizam e a agulha é puxada de volta, reiniciando o processo. Para cobrir 5 cm quadrados de pele, a máquina faz até 28 mil perfurações!

 A as etapas e agulhas - Foto: Rômulo Pacheco

A as etapas e agulhas – Foto: Rômulo Pacheco

ESPETADAS

Há dois tipos de agulhas, cada um com usos próprios.

TRAÇO (RS)

A round liner tem até 15 microagulhas soldadas – quanto mais agulhas, mais grosso o traço. A round shader tem até 18 microagulhas, mais espaçadas. Serve para sombreamento.

PINTURA (M)

A flat é soldada de forma linear e pode ser reta ou curva – que oferece melhor acabamento em alguns tipos de pintura, como geométricas. A magnum é, basicamente, uma flat alternada, com microagulhas mais altas e outras mais baixas. É usada para preenchimento de grandes áreas, em que não é essencial muita precisão. Ela pode passar de 30 microagulhas e, por isso, causa mais trauma na pele.

As camadas da pele - Foto: Rômulo Pacheco

As camadas da pele – Foto: Rômulo Pacheco

ETERNA

Por que a tatuagem não sai

Tatuagem não sai porque a tinta é depositada na camada intermediária da pele, a derme, que não sofre renovação. Mas, caso não tenha sido bem-feita, ela pode não tingir corretamente a derme. Aí, o resultado, depois de um tempo, é um borrão na pele.

Tintas e cores - Foto: Rômulo Pacheco

Tintas e cores – Foto: Rômulo Pacheco

(Mundo Estranho/S1 Notícias)