No Brasil, 179.277 crianças e adolescentes, entre 0 a 19, foram vítimas de estupro entre 2017 e 2020. Do total, crianças de até 10 anos são 62 mil das vítimas, ou seja, um terço dos registros. Os dados fazem parte do Panorama da Violência Letal e Sexual contra Crianças e adolescentes no Brasil, levantamento do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), em conjunto com o Fórum Brasileiro de Segurança Pública, lançado na manhã desta sexta-feira (22).

Uma média de 45 mil crianças e adolescentes foram estuprados nos quatro anos abordados no estudo. A maioria dos casos é contra meninas, quase 80% do total. A maioria foi abusada entre 10 e 14 anos, com prevalência aos 13 anos.

Já entre os meninos, os casos de violência sexual concentram-se especialmente entre 3 e 9 anos de idade. “Nos últimos quatro anos, foram estupradas no Brasil mais de 22 mil crianças de 0 a 4 anos, 40 mil de 5 a 9 anos, 74 mil crianças e adolescentes de 10 a 14 anos e 29 mil adolescentes de 15 a 19 anos”, diz trecho do estudo.

Mato Grosso do Sul tem pior taxa

Os dados de 2020 mostram que Mato Grosso do Sul tem a pior taxa de estupros do Brasil. Foram registrados no ano 186 a cada 100 mil habitantes. Os números são seguidos por Rondônia (146,2), Paraná (139,7), Mato Grosso (136,5) e Santa Catarina (135,2). Por outro lado, segundo o estudo, os estados do Centro-oeste mostraram redução dos casos ao longo dos anos.

About The Author

Related Posts