O Papa Francisco pediu, neste domingo, uma “solução justa e pacífica” diante da “grave situação” da Venezuela, diante da rejeição internacional crescente ao governo de Nicolás Maduro, após a autoproclamação do líder do Parlamento como presidente interino. 

Ele pediu que se “busque e alcance uma solução justa e pacífica para superar a crise, respeitando os direitos humanos e desejando exclusivamente o bem de todos os” venezuelanos, afirmou o pontífice durante a oração do Angelus na Cidade do Panamá.

Ao fim de sua viagem de cinco dias, Francisco se pronunciou sobre a situação do país petroleiro, após um primeiro comunicado do Vaticano na quinta-feira, no qual pedia esforços para evitar “o sofrimento” dos venezuelanos. 

About The Author

Dena Santos

Related Posts