Segundo a polícia, criança de quatro anos, foi violentada em Aparecida de Goiânia. Delegada afirma que a mãe do garoto acobertava a prática do crime.

Esta semana um caso inusitado chamou atenção em Vila Alzira, Aparecida de Goiânia – Goiás. Uma criança de quatro anos foi estuprada pelo um cachorro da raça fila, o cão que convivia com a família há três anos e estuprou o menino no quintal da casa.

O caso surpreendeu a delegada, Anelisa Gomes Martins da DPCA, a criança foi internada no Hospital Materno Infantil e vai passar por uma cirurgia. Acompanhe agora maiores detalhes no vídeo:

15/02/2012 16h59
Pai é preso suspeito de violentar sexualmente o filho, em Goiás

Os pais de um menino de quatro anos foram presos na manhã desta quarta-feira (15 de fevereiro 2012), em Aparecida de Goiânia, suspeitos de violentar a criança sexualmente. Segundo a Polícia Civil, o pai cometia o crime e a mãe acobertava a situação. “Com o resultado do instituto de criminalística não restam dúvidas que ele abusou da criança. Foram encontradas gotas de espermatozoide dele na roupa do filho”, afirma a delegada da Delegacia de Proteção à Criança e Adolescente (DPCA), Myrian Vidal.

Segundo ela, a mãe do menino teria alegado que o cachorro da família havia mordido ele e, consequentemente, o violentado sexualmente. “Ela contou essa versão, mas os laudos psicológicos e do Instituto de Criminalista comprovam que isso não aconteceu. Além disso, as declarações também contribuíram nas investigações da polícia. Todas as provas são incontestáveis”, declara a delegada Myrian Vidal, que completa. “O casal ficará preso temporariamente, enquanto a decisão da Justiça”.

A Polícia Civil afirma que o menino de 4 anos foi encaminhado para um abrigo de Aparecida de Goiânia, juntamente com o irmão dele, de 10 anos.

Fonte: G1/ A Redação – Fotos: André Saddi