A Pfizer anunciou nesta sexta-feira (17) que quer testar uma terceira dose de sua vacina anticovid em crianças menores de cinco anos, para poder solicitar uma nova autorização no próximo ano para aplicar três doses nessa faixa etária.

Como parte dos ensaios clínicos em andamento, a gigante farmacêutica dos Estados Unidos selecionou uma dose de 3 microgramas por injeção para crianças entre as idades de seis meses e menores de 5 anos.

Isso representa uma quantidade 10 vezes menor do que a administrada em adultos (30 microgramas) e também inferior à administrada em crianças entre 5 e 11 anos (10 microgramas).

Em crianças com idades entre 2 e menos de 5 anos, a dose de 10 microgramas causou mais febre do que em crianças mais velhas, levando a empresa a selecionar uma dose mais baixa.

Mas com duas injeções de 3 microgramas, sua resposta imunológica foi menos eficaz do que a de adolescentes e adultos jovens vacinados.

A Pfizer decidiu então modificar seu protocolo de ensaio clínico para incluir uma terceira dose, injetada “pelo menos dois meses após a segunda”, disse a empresa em um comunicado.

About The Author

Related Posts