Solidanense morre por descarga elétrica enquanto usava celular em Alagoas

A vítima, identificada como José Pedro, teria colocado o celular para carregar e permaneceu utilizando o aparelho.

Na noite desta quinta-feira (04 de março de 2021), um homem de 32 anos, morreu após sofrer uma descarga elétrica enquanto usava uma extensão, para carregar o celular, o caso aconteceu na Rua Padre Jefferson, em Craíbas, no Agreste de Alagoas, por volta das 21 horas.

De acordo com informações, a vítima, identificada como José Pedro Mendes Ferreira, natural de Solidão, no sertão de Pernambuco teria colocado o celular para carregar em uma extensão e permaneceu utilizando o aparelho, sofrendo o choque elétrico.

Pedro ainda chegou a ser socorrido a Casa Maternal de Craíbas, mas não resistiu e veio a óbito antes de ser socorrido. A Polícia Militar foi acionada para a realização dos procedimentos cabíveis.

Alerta do Corpo de Bombeiros

Tendo em vista a ocorrência de casos recentes envolvendo choques elétricos provocados durante o uso de celulares em processo de carregamento, o Corpo de Bombeiros reforça o alerta para os perigos do uso inadequado desses equipamentos.

De acordo com o órgão, os incidentes costumam ocorrer quando as pessoas utilizam os celulares ao mesmo tempo em que ele está carregando, o que é perigoso. Além disso, carregadores piratas são mais propícios a provocar choques elétricos e até incêndios, pois não seguem as orientações do fabricante.

Durante a carga, também é importante que o celular seja mantido sobre uma superfície rígida, arejada, seca, e que dificulte a propagação de incêndio, pois estando sob materiais combustíveis – como móveis de madeira, colchões, tapetes – qualquer curto circuito pode gerar um incêndio pela propagação das chamas.

Caso presencie uma vítima de choque elétrico, o Corpo de Bombeiros recomenda que seja desligada a fonte de energia do local e que a vítima não seja diretamente tocada. O correto é que ela seja afastada da fonte elétrica com ajuda de objetos não condutores e secos, como o plástico, madeira e borracha – para que não haja risco de a outra pessoa também ser vítima do choque. Após o procedimento, chame uma ambulância através do 193.

About The Author

Related Posts